Alguém me disse...


(...) Um dia alguém me disse, que quem ama de verdade, até estando longe... sabe quando a gente não está bem. Que quem  ama de verdade, sabe do que seríamos e não seríamos capazes de fazer.

Que quem ama de verdade, no tom da nossa voz, sabe o que está se passando dentro do nosso coração, conhece a nossa canção, e a canta para ninar nossos pensamentos.
Que quem ama de verdade, não faz perguntas sem nexo, mas faz com que as coisas aconteçam... E nos faz sentir a importância que temos...

Que quem ama de verdade, não suporta ficar longe, 
não se aconchega em qualquer abraço, em qualquer cama. 
Tudo que seu corpo necessita é do calor de quem ama, 
é intenso, não deixa vazios no coração...
Não abandona, mas preenche todos os cantos...
Ama sem objeções.
Que ama como ama o amor, 
como disse o grande poeta, Fernando Pessoa.

Enfim... foi apenas uma lembrança de alguém,
De alguém que disse que me amava.
Nanda Olliveh

Comentários

  1. Lindo, maravilhoso. Com sempre! Amei

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Nanda quando se ama,fazemos o possível e o impossível para encantar o coração daquele que amamos.
    Linda mensagem.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Nanda
    Amar de verdade, eis a questão!!!
    Interessante reflexão, de que sabe equacionar o assunto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Você disse tudo, amiga, amar é isso!
    Beijo, querida. Bons dias pra você.

    ResponderExcluir
  5. É certo, quem ama de verdade se antecipa, não mede distancia, que frequentemente que o esta distante está perto, e o que está perto tão distante,que isso é relativo, mais que um conceito fisico, geográfico. É um sentimento vivo, dinâmico, tão gratificante ter alguém pra cuidar e ser cuidado, tão compensador, tão pacifico. Ama de verdade quem se doa incondicionalmente, o ser querido virá uma extensão, um prolongamento. A dor que dói num, doí no outro, a alegria que faz sorrir ao outro descontrai, humor e dor interligados. Algo que não se explica, só se sente coincidentemente, por muito gostar do outro, se dedicar. Quem tem toda uma historia, trajetória, momentos vividos de doce e terno encaminhamento é capaz de sentir tamanho gostar, de ter todo um cuidado no que diz, com as palavras adocicadas, pisando em ovos pra não machucar, e tudo conhece, tudo precede ao ser que se gosta. E é uma preocupação toda hora, um zelo imensurável, como quem tem uma joia rara, alguém que além jamais encontrará, certeza de quem sabe o que quer, quem está convencido que outro alguém não há, preencheu todas suas expectativas. E é como vi, recentemente, na internet:"Só se ama a quem se admira, o resto é inversão de valores", também acho. Beijos, Nandita.

    ResponderExcluir
  6. Gostei, muito lindo,
    com amor e ternura
    de felicidade sorrindo
    com dessa lembrança sua!

    Tenha uma boa tarde de domingo amiga Nanda Olliveh, um beijo,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  7. Muitas verdades Nada.
    Adorei aqui seu espaço.
    Já seguindo deixo aqui
    alguns endereços meus para
    se desejar conhecer minha escrita.
    Bjins
    Catiaho Alc.
    http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com.br/
    http://reflexodalma.blogspot.com.br/
    http://eunoseossinos.blogspot.com.br/
    http://refletindosobrealimentacao.blogspot.com.br/
    http://reflexotrocandoimpressoes.blogspot.com.br/
    http://frasesemreflexos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Um amor verdadeiro permanece eternamente.
    Nostálgico e belo.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir

Postar um comentário